Imagem26

 

O Sebrae desenvolveu uma série de dicas de educação financeira com foco nos temas: Relacionamento Bancário, Financiamentos junto a instituições e clientes e renegociação de dívidas e cadastro positivo.

Neste post, as dicas são para você saber o que é importante na hora de negociar.

1-RESTRIÇÕES:

Verifique se não há restrições em seu nome ou de sua empresa. Há serviços oferecidos pelos bureaus de crédito que ajudam a controlar essas consultas.

 

2-PROGRAMAS DE INCENTIVO:

Linhas de financiamento vinculadas a programas de incentivo costumas ser mais adequadas para os empresários, mas variam de um banco para outro.

 

3-LINHA ESPECÍFICA:

Se procurar o banco para acessar uma linha específica que só ele oferece, e por acaso ela esteja indisponível, verifique as outras alternativas, mas não deixe de compará-las com outros bancos.

 

4-SERVIÇOS ADICIONAIS

A sua empresa não precisa controlar um serviço adicional sob a alegação de que linhas de financiamento serão mais facilmente aprovadas. O fortalecimento do relacionamento bancário é importante, mas deve ser feito com produtos e serviços que a sua empresa realmente precisa.

 

5-CET:

Procure saber qual o custo efetivo total da operação (CET) e compare essa informação entre os bancos.

 

6-CONTRATOS:

Leia atentamente os contratos dos produtos e serviços utilizados para saber o que você irá contratar, quais são os seus direitos e seus deveres.

 

7-DÉBITOS E CRÉDITOS:

Fique atento aos lançamentos que são feitos na sua conta corrente e verifique se são devidos. Tire as dúvidas com o gerente, isso demonstra que você faz a gestão financeira dos seus negócios.

 

8-TAXAS DE JUROS:

 

Se perceber que as taxas de juros estão caindo no mercado e sua empresa já tiver uma operação de crédito contratada, procure renegociá-la com o banco, ou se necessário, com outros bancos, que podem “comprar” a sua dívida.